Under Night In-Birth Exe:Late[st] é anunciado com novo trailer

Mais uma versão de Under Night In-Birth é anunciada, desta vez chegando ao Japão ainda este ano!

A Arc System Works e a French-Bread (empresa por trás de Melty Blood) lançaram hoje o trailer anunciando Under Night In-Birth Exe:Late[st], versão mais completa e atualizada do Under Night In-Birth Exe:Late, que por sua vez era uma versão para consoles do jogo de arcade. Um pouco confuso, não? Muitas empresas orientais adoram fazer 500 versões do mesmo jogo assim.

Under Night In-Birth Exe:Late é uma mistura de visual novel com jogo de luta e tem uma jogabilidade semelhante à do mais conhecido Melty Blood. O jogo se passa no século 21 onde um fenômeno chamado “Hollow Night” tem engolido várias partes do Japão uma vez por mês há vários séculos. Cada área engolida pela “Hollow Night” acaba com criaturas sombrias chamadas “Voids“, que se alimentam de um poder conhecido como “Existência” ou “EXS.” Os humanos normais não podem ver os Voids, mas algumas pessoas podem percebê-los e são atacados pelos mesmos. Alguém atacado por um Void corre o risco de perder sua sanidade ou ser consumido, porém caso a pessoa sobreviva e mantenha sua sanidade ela se torna um “In-Birth“. Eles existem em um estado que não pode ser chamado nem de vivo nem de morto, e ganham a habilidade de controlar a Existência. O protagonista, Hyde, sobreviveu a uma ataque de um Void e agora é um In-Birth.

A versão de console de Night In-Birth Exe:Late[st] adicionará vários novos elementos, incluindo novos personagens jogáveis como Enkidu e Wagner e modos de tutorial e de missões. O jogo também conta com ajustes nos personagens (como nerfs e buffs). Ele tem lançamento previsto para 20 de julho no Japão, para PlayStation 4, PlayStation 3 e PlayStation Vita. Uma versão ocidental ainda não foi confirmada, mas tendo em vista que as edições anteriores foram disponibilizadas no ocidente, as chances de acontecer no futuro não são baixas.

Um NEET que passa tempo demais opinando e escrevendo coisas irrelevantes na internet e jogando até o ponto em que a retina pede clemência. Membro novato da Não Nasci Herói e entusiasta de VNs, arte digital e cultura pop ocidental e oriental.