Conhecendo Séries: Koi to Uso

Drama, romance e um protagonista que todo mundo quer.

Koi to Uso (Love and Lies) é publicado pela autora Musawo Tsumugi desde 2014, no app “Manga Box” produzido pela DeNA. O propósito do app é disponibilizar mangás de graça na língua inglesa atualizados semanalmente. No aplicativo você consegue ver até as ultimas 12 edições lançadas. Eu instalei o app logo quando Koi to Uso foi lançado e acompanho até hoje. Atualmente ele está com 134 capítulos, 6 volumes encadernados, e em andamento.

Em um futuro próximo, o governo japonês passa a decidir os pares que se casarão através de um programa que analisa as personalidades e a compatibilidade das pessoas. Cada cidadão recebe a notícia de quem é seu par ao fazer 16 anos, poupando assim o trabalho de procurar sozinho e diminuindo o número de divórcios. Yukari Nejima é um rapaz de 15 anos que mora em uma cidadezinha qualquer, sem qualquer destaque tanto nos esportes quanto nos estudos, que é secretamente apaixonado por uma colega de classe. Assim, na véspera de seu aniversário, ele decide se declarar para ela, mas logo em seguida recebe a mensagem com a sua parceira designada pelo governo. E agora, o que ele vai fazer com os sentimentos que guarda dentro de si?

Provavelmente a pior coisa do mangá é que seu número de páginas semanal é indefinido, as vezes tem umas 10, as vezes 4. Então ele é um título que demora bastante para se desenvolver e é preciso ter muita paciência pra acompanhar semanalmente (por essa razão eu sempre deixo acumular), por isso eu fiquei bem surpresa com a proposta de anime. E não faço ideia de como eles vão dar um final a isso, já que o mangá parece muito longe de acabar.

A historia é basicamente um drama, onde o amor é algo “proibido”, já que todos vão acabar recebendo um aviso do governo com o par que para eles é o “perfeito”. E o mais interessante é que de fato o sistema funciona: há bem menos divórcios, os casais são mais felizes, e as chances de ter crianças mais inteligentes, saudáveis e atléticas são maiores. O protagonista Yukari Nejima é apaixonado por sua colega de classe Misaki Takasaki desde de pequeno, e antes do seu aniversário de 16 anos, quando ele já poderia receber a sua proposta de casamento, ele decidiu se declarar para o amor de sua vida. E olha só: ele era correspondido. E aí que começa as tretas, porque ela não era a parceira que o governo escolheu pra ele e sim a pura Ririna Sanada.

Todos os personagens são bastante amáveis, por isso você (ou será só eu?) fica em cima do muro em o que o Nejima deve fazer: se jogar no amor de verdade ou acatar as recomendações do governo e se apaixonar pela garota escolhida? Além disso, existe um certo mistério com relação à própria Misaki, e o amigo do Nejima, o Yuusuke Nisaka.

É um mangá que dentro de seu próprio universo questiona se é certo ou não o governo manipular o amor entre as pessoas. Ele aborda situações como de casais que eram apaixonados antes e se separaram por conta da recomendação do governo, mas continuam apaixonados mesmo depois de anos, ou ainda daqueles que foram contra, casaram, tiveram filhos, porém com o tempo se tornaram completos estranhos, o que acabou resultando num divorcio, fazendo com que resolvessem aceitar a ajuda do governo. São muitas possibilidades, é realmente um universo rico e com bastante potencial dramático para se utilizar, mas ELE TEM UM RITMO HORRÍVEL.

A história é boa, principalmente para quem gosta de romance e drama, mas sinceramente não recomendo ler semanalmente, melhor esperar uns 6 meses para ler novos capítulos para ver se as coisas se desenvolveram pelo menos um pouco.

Procrastinação me define, mas tento viver com isso. =D