Conhecendo Séries: Youkai Apartment no Yuuga na Nichijou

Aproveitando a estreia do anime agora na temporada de Verão de 2017, vamos falar um pouco sobre o mangá!

Youkai Apartment no Yuuga na Nichijou é um mangá baseado em uma light novel de mesmo nome publicada entre 2003 e 2009, finalizada com 10 volumes, de autoria de Hinowa Kozuki, um escritor famoso por histórias sobrenaturais que faleceu em 2014. O mangá é adaptado por Waka Miyama desde 2011 na Shonen Sirius (Kodansha), com atualmente 13 volumes e em andamento.

Na história, Yuushi Inaba é um garoto de 16 anos cujos pais faleceram há 3 anos. Por causa disso, ele passou a viver aos cuidados de seus tios, só que ao entrar no ensino médio decide ir morar sozinho no dormitório de sua nova escola. No entanto, esse plano vai por água abaixo no momento em que o prédio do dormitório acaba incendiado! Sem querer desistir, Yuushi procura e consegue encontrar um quartinho com o aluguel bem barato, mas só depois ele descobre que o lugar é assombrado por diversas criaturas sobrenaturais, como fantasmas e youkais, fazendo com que seu dia a dia se torne uma verdadeira bagunça nesse excêntrico apartamento!

O resumo já explica tudo da história principal: é uma obra com muitos personagens interessantes e direcionado ao dia a dia do protagonista Yuushi Inaba, além de ter um character design simples e bem bonito. A primeira impressão da maioria deve ser só mais uma história que envolve youkais, com um pouco de comédia e… Um pouco de ação? Mas talvez você acabe se surpreendendo.

Eu gosto de pensar que o autor queria passar muito mais significados referentes aos próprios seres humanos e seus problemas da atualidade, onde o refúgio do protagonista é exatamente um local que foge dessa “humanidade ordinária” que não lhe parece correta. O mangá fala bastante de misticismo, exorcismo, magia e outras coisas, o que nos leva a um de seus defeitos: Colocar muita coisa junta e não focar em nada. O plot do mangá muda constantemente, o que por um lado não se torna algo repetitivo mas também não desenvolve nada muito bem.

O que autor quis passar com essa história não é a fantasia de deixar os personagens vivendo dentro do incomum e como isso pode ser divertido, mas sim enxergar o quanto o comum se difere do que supostamente é esse “incomum”.

O foco na verdade é o mundo real e humano. São as relações interpessoais, o bullying, a falta de cooperação entre as pessoas, a solidão, a raiva, a tristeza, o desejo e algumas outras reações humanas, que são bastante constantes na nossa vida e que em algum momento acabam se descontrolando, causando muitos malefícios a nós mesmos e as pessoas próximas de nós. Ele quer que reflitamos sobre nós mesmos e nossas ações, que são bastante intrínsecas do ser humano, a qual o protagonista só percebe que algo está errado exatamente porque ele vivenciou algo que não é humano. Parece bastante confuso, né?

Eu acho Youkai Apaato um mangá que fala MUITO da nossa sociedade atual, o que é algo totalmente inesperado. Como um ser social, acredito que as situações que ele passa são bem interessantes. É como se alguém mais velho estivesse sempre te dando conselhos sobre coisas que podem acontecer com qualquer um no dia a dia, e talvez seja por isso que ele está em publicação até hoje, mesmo com seus defeitos de narrativa.

Ainda é cedo para dizer como o anime vai mostrar os acontecimentos, considerando que ele deve seguir a novel em alguns momentos, mas eu quero muito ver.

Procrastinação me define, mas tento viver com isso. =D
  • Então quer dizer que é um mangá que te faz refletir sobre a vida? Gostei. Por mais que outras obras (os shounen que acompanho) também evidenciem isso, certamente é com menor freqüência e não de uma maneira mais “explícita”. Gosto de coisas que me fazem traçar analogias a vida real e ficar pensando sobre isso.